sexta-feira, 19 de julho de 2013

Orem minha irmãs

levantei

http://filosofiasdebotequimdopadilha.blogspot.com.br/2013/07/orem-minha-irmas.html


Orem minha irmãs

levantei



quinta-feira, 11 de julho de 2013

INGLESES E SUA ESTRANHA JUSTIÇA

Vicky-Pryce

Em 2003, um deputado inglês chamado Chris Huhne foi pego por um radar dirigindo em alta velocidade.

Pra não perder a carteira, pois na Inglaterra é feio uma autoridade infringir a Lei, a mulher dele, Vicky Price, assumiu a culpa.

O tempo passa, o deputado vira Ministro da Energia, o casamento acaba, a Vicky decide se vingar e conta a história pra imprensa. Chris-Huhne-010

Como é na Inglaterra, o tal do Chris Huhne é obrigado a se demitir primeiro do ministério e depois do Parlamento.

ACABOU A HISTORIA?

NÃO.

Na Inglaterra é crime mentir para a Justiça e ontem a Justiça sentenciou o casal envolvido na fraude do radar em 8 meses de cadeia pra cada um.

E vão ter de pagar multa de 120 mil libras, uns 350 mil reais.

Segredo de Justiça? Nem pensar, julgamento aberto ao público e à imprensa.

Segurança nacional? Nem pensar, infrator é infrator.

Privilégio porque é político? Nadica de nada!

vicky PryceE o que disse o Primeiro Ministro David Cameron quando soube da condenação do seu ex-ministro:

'É uma conspiração da mídia conservadora para denegrir a imagem do meu governo.'

Certo? Errado.

O que disse o Primeiro Ministro David Cameron acerca do seu ex-ministro foi o seguinte:

'É pra todo mundo ficar sabendo que ninguém, por mais alto e poderoso que seja, está fora do braço da Lei.'

Estes ingleses são um bando de botocudos.

Só mesmo nesses paísinhos capitalistas europeus um ministro perde o cargo por mentir para um guarda de trânsito.

Porque aqui sim, a primeira Lei que um guarda de trânsito aprende é saber com quem está falando.

 



Pum preso

Anexo sem título 00254

A tecnologia não para de avançar.

Duas marcas inventaram um autocolante, para colocar na roupa interior: o neutralizador de odor dos gases (!).

Uma das marcas Subtle Butt (Rabo Sutil) vende embalagens, com cinco unidades descartáveis que prometem neutralizar o odor graças a uma camada de carvão aplicada ao autocolante, custando apenas 11 dólares.

O criador Kim Olenicoff explicou a uma revista que este produto “é ideal para usar num avião, escritório, elevadores com a namorada depois de uma refeição picante ou até mesmo para usar no seu cão”.


A outra marca intitula-se Flatulence Deoderizer (o desodorizante da flatulência); essa marca vende autocolantes também com carvão, a 29 dólares.

Ele neutraliza os odores, permite um intenso cheiro  mentol cada vez que o utilizador expulsaruma ventosidade, além de deixar o rabicó geladinho.

NB. A marca faz uma advertência: “não neutraliza o som!”.

http://filosofiasdebotequimdopadilha.blogspot.com.br/2013/07/pum-preso.html 




 






Pum preso

Anexo sem título 00254

A tecnologia não para de avançar.

Duas marcas inventaram um autocolante, para colocar na roupa interior: o neutralizador de odor dos gases (!).

Uma das marcas Subtle Butt (Rabo Sutil) vende embalagens, com cinco unidades descartáveis que prometem neutralizar o odor graças a uma camada de carvão aplicada ao autocolante, custando apenas 11 dólares.

O criador Kim Olenicoff explicou a uma revista que este produto “é ideal para usar num avião, escritório, elevadores com a namorada depois de uma refeição picante ou até mesmo para usar no seu cão”.


A outra marca intitula-se Flatulence Deoderizer (o desodorizante da flatulência); essa marca vende autocolantes também com carvão, a 29 dólares.

Ele neutraliza os odores, permite um intenso cheiro  mentol cada vez que o utilizador expulsaruma ventosidade, além de deixar o rabicó geladinho.

NB. A marca faz uma advertência: “não neutraliza o som!”.

 




 






terça-feira, 9 de julho de 2013

Atmosfera Pesada

natureza  Crédito/Fotógrafo: google imagens

Um carro a gasolina gera 25 quilos de fuligem por ano. Na Terra existem 650 milhões deles. Lata suficiente para dar a volta ao mundo 45 vezes. E empestear o planeta com mais de 1 milhão e meio de toneladas de fuligem a cada 12 meses.

Dentre todas as fontes, o carro é o que mais polui o ar. No Brasil, não se sabe quantas pessoas morrem vitimas da poluição atmosférica mas, nos EUA, são mais de 3 mil a cada ano. Comprovadamente.

As atividades humanas chutam para o ar gases tóxicos e partículas sólidas, todos os dias. São fumaça (da queima de madeira, cigarros, folhas secas e óleos de fornos domésticos e industriais), monóxido e dióxido de carbono e chumbo (dos veículos), dióxido de enxofre e óxidos de nitrogênio (do carvão de fornos e caldeiras), silício (das pastilhas de freio dos carros), benzeno (de indústrias químicas), borracha de pneus, poeiras, cinzas e outras emissões.

Na cúpula de muitas cidades paira uma verdadeira lama atmosférica. Embaixo dela, vivem as pessoas.

Algumas conseqüências:

Bronquite, pneumonia, enfisema, doenças cardiovasculares e alergias, alguns tipos de câncer relacionados ao benzeno e, em casos extremos, anencefalia (ausência ou atrofia do cérebro em recém-nascidos) em cidades com alta poluição do ar como Cubatão (SP) e Araucária (PR), até recentemente.

O monóxido e carbono é o mais nocivo, causando vômitos, tontura, redução dos reflexos e da acuidade visual.

O dióxido de nitrogênio, dores de garganta, tosse, falta de ar, enfisema e alergias.

O chumbo afeta os sistemas nervoso (convulsões e redução do aprendizado em crianças) renal, circulatório e reprodutor.

As partículas mais grossas sujam ruas e telhados, reduzem a absorção de raios solares, diminuem a visibilidade e provocam corrosão em metais. As partículas mais finas, chamadas aerosóis, penetram o sistema respiratório, induzindo à asma e doenças do coração.

Quando chove, esta mistura de gases e partículas é levada ao solo, rios e lagos, alterando a saúde das plantas e outros animais.

A emissão destes poluentes relacionam-se ainda com a redução da camada de ozônio, com a chuva ácida e com o efeito estufa, todos eles motivo das piores dores de cabeça de todos os ambientalistas do planeta.

Os poetas costumam usar a expressão atmosfera pesada quando querem dizer que o ambiente está tenso. Neste caso, sem poesia, a coisa está feia.

Que fazer para melhorar:

Nunca queime folhas e galhos. Enterre-os. São excelentes adubos; 

Utilize o menos possível o carro ou moto, principalmente no inverno, quando a dispersão dos poluentes é mais difícil; 

Deixe o carro ou moto pelo menos um dia da semana em casa; 

Caminhe, vá de bicicleta ou ônibus. Com 1 litro de combustível, um carro leva uma pessoa por 9 Km mas, com 1 litro de combustível, um ônibus leva 40 pessoas (1 pessoa pelo equivalente a 50 Km); 

Mantenha o veículo regulado. Evite válvulas e filtro de ar sujos; 

Use só veículos com catalisadores; 

Desligue o motor nos congestionamentos; 

Nunca fique acelerando enquanto espera o semáforo abrir; 

Descubra trajetos e horários onde o trânsito flui melhor; 

Exija das autoridades o controle das emissões de gases; 

Mobilize-se para a cidade ter relógios que marquem a qualidade do ar; 

Sugira a medição periódica do nível de gases da garagem de seu prédio; 

Não freqüente shoppings que não informem a qualidade do ar da garagem; 

Plante tantas árvores quanto possível; 

E nunca espere o vizinho começar porque ele sempre estará esperando você.


Fonte: http://www.cheida.com.br/recado.php?idrecado=96

Luiz Eduardo Cheida é médico, Deputado Estadual e Secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná. Premiado pela ONU por seus projetos ambientais é membro titular do CONAMA ( Conselho Nacional do Meio Ambiente) e do Conselho Nacional de Recursos Hídricos. Foi prefeito de Londrina e presidente da Comissão de Ecologia da Assembleia Legislativa do Paraná.

Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos
Rua Desembargador Motta, 3384 - 80430-200 - Curitiba - PR
Fone (41) 3304-7700.



domingo, 7 de julho de 2013

QUE BAITA SUSTO TCHE!

Catarina gaiato espalha falsa informação sobre suspensão do benefício e causa alvoroço nos necessitados.

charge chimarão

TAMANHO DO TEXTO:

  • PETIÇO (-)
  • BAGUAL (+)

Correria para sacar os Pila do benefício

CACIQUE DOBLE, RS – Um boato espalhado por um gaiato assustou os beneficiados pelo Bolsa Chimarrão – programa de auxílio às familias carentes que não tem os pila pra comprar erva-mate – neste final de semana no Rio Grande do Sul.

O suposto sabotador da República divulgou que o benefício seria suspenso e que este seria o último mês para sacar o valor de P$ 80,00. Informações preliminares da Brigada Militar confirmam que o responsável pelo boato é um catarina que vive ilegalmente no RS que já se encontra preso na delegacia de Cacique Doble, cidadezinha do interior Gaúcho.

- Pegamos o meliante passando trote num orelhão da CRT para a casa das pessoas. Muita gente foi chorando até o Banrisul para sacar os últimos oitenta pila do Bolsa-Chimarrão – disse o brigadiano responsável pela prisão do gaiato.
Em pronunciamento oficial do Presidente da República, Tarso Genro, o governante Gaúcho confirmou que o fim do Bolsa-Chimarrão não passa de um boato. O Presidente ressaltou que em breve outras medidas de auxilio aos mais necessitados devem ser implantadas.

- O Bolsa-Chimarrão continua firme, tanto é que estamos ampliando estes serviços. A partir de junho teremos o Bolsa-Churrasco que irá distribuir carvão e carne, e o Bolsa-Laçador para quem não tem uma miniatura da estátua mais famosa da República poder ter a sua. Estamos tirando os Gaúchos da miséria – disse Tarso.

http://filosofiasdebotequimdopadilha.blogspot.com.br/2013/07/que-baita-susto-tche.html



QUE BAITA SUSTO TCHE!

Catarina gaiato espalha falsa informação sobre suspensão do benefício e causa alvoroço nos necessitados.

charge chimarão

TAMANHO DO TEXTO:

  • PETIÇO (-)
  • BAGUAL (+)

Correria para sacar os Pila do benefício

CACIQUE DOBLE, RS – Um boato espalhado por um gaiato assustou os beneficiados pelo Bolsa Chimarrão – programa de auxílio às familias carentes que não tem os pila pra comprar erva-mate – neste final de semana no Rio Grande do Sul.

O suposto sabotador da República divulgou que o benefício seria suspenso e que este seria o último mês para sacar o valor de P$ 80,00. Informações preliminares da Brigada Militar confirmam que o responsável pelo boato é um catarina que vive ilegalmente no RS que já se encontra preso na delegacia de Cacique Doble, cidadezinha do interior Gaúcho.

- Pegamos o meliante passando trote num orelhão da CRT para a casa das pessoas. Muita gente foi chorando até o Banrisul para sacar os últimos oitenta pila do Bolsa-Chimarrão – disse o brigadiano responsável pela prisão do gaiato.
Em pronunciamento oficial do Presidente da República, Tarso Genro, o governante Gaúcho confirmou que o fim do Bolsa-Chimarrão não passa de um boato. O Presidente ressaltou que em breve outras medidas de auxilio aos mais necessitados devem ser implantadas.

- O Bolsa-Chimarrão continua firme, tanto é que estamos ampliando estes serviços. A partir de junho teremos o Bolsa-Churrasco que irá distribuir carvão e carne, e o Bolsa-Laçador para quem não tem uma miniatura da estátua mais famosa da República poder ter a sua. Estamos tirando os Gaúchos da miséria – disse Tarso.



sábado, 6 de julho de 2013

Saída de Eike da MPX marca início do colapso do império EBX

 EIKE AFUNDANDO

O grupo EBX de Eike Batista, que já foi um conglomerado industrial com grandes ambições, começou a desmoronar na quinta-feira, sendo a mais nova vítima do boom de uma década do setor de commodities a sofrer uma parada brusca.

Eike, fundador e força vital por traz do grupo de petróleo, energia, portos, navios e mineração, que nomeou todas as suas companhias com um "X" para simbolizar "multiplicação de riqueza", saiu da presidência do Conselho de Administração da MPX, empresa de energia e a mais promissora do grupo.

A companhia de geração de eletricidade também será renomeada até outubro para se posicionar como fora do grupo EBX, disseram executivos da MPX em teleconferência nesta quinta-feira.

O movimento tira Eike da MPX num momento em que o valor do seu império, que já foi avaliado em cerca de 60 bilhões de dólares, desintegra-se. Uma vez considerado o homem mais rico do Brasil, a participação pessoal de Eike na EBX diminuiu em mais de 20 bilhões de dólares no último ano, enquanto as promessas de poços de petróleo, portos, plantas de geração de energia e navios falharam em se materializar.

A maior parte das ações das empresas do EBX está agora quase sem valor, a dívida é negociada a níveis que sugerem default e investidores líderes questionam a promessa de Eike de investir mais. Com a economia do Brasil em dificuldade, a fraqueza da moeda e a demanda chinesa --força condutora por traz do boom do Brasil na última década-- diminuindo, investidores têm pouco apetite por novos investimentos.

"O apuro de Eike é como o do Brasil, um sinal de que não podemos mais ignorar o apuro do Brasil", disse Alexandre Barros, fundador da Early Warning, uma consultoria de risco político baseada em Brasília. "Eike deixou investidores animados sobre o potencial do Brasil, que era real, mas como o Brasil, Eike falhou em entregar."

A saída de Batista ocorre depois que a MPX cancelou uma oferta de ações de cerca de 1,2 bilhão de reais.

A oferta se tornou insustentável com a deterioração das condições de mercado, disse a companhia em documento arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A recomendação para o cancelamento da oferta pública partiu do banco BTG Pactual, que tem atuado como assessor financeiro do grupo EBX, de Eike.

Em vez disso, a MPX vai promover um aumento de capital de 800 milhões de reais com ações ao preço de 6,45 reais por papel, em uma operação privada na qual Eike, parceiro da alemã E.ON, e o BTG Pactual poderão participar.

"Isso é muito bom para a MPX", disse Ricardo Correa, analista do setor de energia da Ativa Corretora. "A MPX é a melhor empresa do grupo e eles estão trabalhando rápido para isolar a companhia e separá-la do risco associado com o grupo EBX de Eike", disse.

A ação da MPX, que tinha caído 42 por cento neste ano, subia mais de 10 por cento às 16h55 desta quinta-feira, na Bovespa.

Para Adriano Pires, diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (Cbie), a saída de Eike da MPX e ganhos de ações de várias empresas do grupo EBX nesta quinta-feira mostram que investidores consideram que a ruptura da EBX pode ser a melhor forma de proteger os investimentos.

"Eles têm que fazer alguma coisa e fazer algo rápido para isolar as diferentes partes do grupo da reação contra Eike, de forma que Eike e a EBX possam ter espaço para cessar a deterioração e reestruturar o grupo", disse Pires.

E.ON ASSUMEeike-batista-620-11-300x170

De acordo com o antigo plano de venda, as ações seriam vendidas a 10 reais cada, como parte da compra de participação na MPX pela E.ON, em março, de 1 bilhão de dólares. Agora, no novo plano, a E.ON concordou em comprar até 367 milhões de reais em ações no aumento de capital, com garantia do BTG Pactual na operação.

A E.ON detém 36 por cento na MPX, uma participação que poderá aumentar para até 38 por cento na operação privada, disseram executivos da MPX.

Eike deixará o conselho de administração, mas ainda tem 29 por cento da MPX e controle em conjunto com a alemã E.ON por meio de um acordo de acionistas, disse a MPX na teleconferência, adicionando que não há garantia que o empresário irá comprar novas ações no aumento de capital.

A participação de Eike será reduzida para 24 por cento se ele não comprar nenhuma ação da MPX no aumento de capital, segundo a empresa. Representantes na EBX não responderam imediatamente por comentários pedidos por telefone e email.

"Nós vemos uma ampla gama de oportunidades como resultado dessa capitalização", disse o presidente-executivo da MPX, Eduardo Karrer, na teleconferência de quinta-feira. "Isso é parte do processo de evolução da MPX como uma entidade independente".

NECESSIDADE DE RECURSOS

Os recursos do aumento de capital serão usados para "fortalecer o balanço da companhia e prepará-la para o crescimento". A empresa quer participar de diversos leilões do governo para venda de energia térmica e eólica ao longo do ano, segundo Karrer.

A MPX precisa de novo capital para financiar cerca de 600 milhões de reais em usinas de geração de energia que irá transformá-la em uma empresa totalmente operacional.

O aumento de capital da empresa deverá ser concluído em 40 dias, disseram executivos da companhia.

Jorgen Kildahl, membro do conselho pela E.ON, irá substituir Eike, que fundou a MPX em 2001, disse um porta-voz da E.ON. A decisão de Eike de deixar a empresa foi "pessoal", disseram representantes da MPX.

Guillermo Parra-Bernal e Jeb Blount, Reuters (Com reportagem adicional de Alonso Soto e Christoph Steitz)

http://lauropadilha.blogspot.com.br/2013/07/saida-de-eike-da-mpx-marca-inicio-do.html



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...